O desafio de estar (des)conectado

Em um mundo hiperconectado, vivemos tempos líquidos, relações fluidas e a fragmentação da parede invisível entre o espectro da vida pessoal e profissional.  

As ferramentas de mensagens automáticas – como Whatsapp, Facebook messenger e direct do Instagram – são os novos locais de trabalho virtuais. São os meios de comunicação para aquela famosa pauta atrasada que não deu tempo de enviar por e-mail, ou a criação daquele prático grupo do Whatsapp que une equipes que moram em locais diferentes.

Porém, em um mundo sem barreiras geográficas, precisamos estabelecer as fronteiras do plausível para reconhecermos a importância da pausa e do estar desconectado.

A rede invisível de computadores é a faca de dois gumes de uma sociedade imediatista.

A internet é responsável por novas revoluções, podendo tornar sua marca conhecida, divulgar conteúdos alinhados à sua empresa, monitorar os concorrentes e multiplicar clientes finais em todos os lugares do mundo. A web consegue ainda reinventar o trabalho, facilitando processos, acesso ao conhecimento e geração de oportunidades.

Ser net é ser 24h e nenhum profissional – ou ser humano – suporta este tipo de exigência. É necessário se desconectar para se reconectar. Afinal, não adianta nada termos acesso a todas as informações do planeta e nenhum tempo para processá-las e filtrá-las. Estamos conectados a todas as pessoas do mundo e, muitas vezes, não temos uma conexão verdadeira com nossa própria família e amigos no mundo offline.

Os profissionais totalmente digitais são os que mais sofrem nesta busca de um novo equilíbrio entre o conectar e desconectar.  Nós aqui da Cuca acreditamos que é necessário manter a cuca sã e a qualidade de vida para executarmos o nosso trabalho com eficiência e precisão.

Dito isto, tente estabelecer um momento off, desligue o computador, o celular, o tablet e vá fazer algo que você sinta prazer – pode ser cozinhar com os amigos, correr na praia ou ver aquele filminho no cinema. Cuidar de si é meta e prioridade!

por | 2019-02-04T21:23:37+00:00 4 de fevereiro de 2019|Sem categoria|Comentários desativados em O desafio de estar (des)conectado